quarta-feira, 7 de agosto de 2013

A Milenar Literatura Japonesa

 Bem como a história oriental e sua cultura, a literatura japonesa é tida como milenar, pois já ultrapassou pelo menos dois milênios e pode ser dividida em quatro períodos diferentes, além do atual, que seria o quinto.

O primeiro período diz respeito, principalmente, à oralidade, já que ainda não havia forma de escrita. Por isso, é composto por rituais, mitos e lendas, que foram posteriormente reunidos em livros. É no segundo período que nota-se o início da poesia, que se estende até a fase seguinte, quando a prosa começa a aparecer e, ao atingir a maturidade, inaugura a prosa obscena - ou mundana - dando origem ao quarto período.

Já na modernidade, que se estende até hoje, os autores japoneses começam a sofrer influência da escrita ocidental. É neste período em que viveu Yasunari Kawabata, autor de Mil Tsurus, livro sobre o qual falaremos nesta edição.

Kawabata ficou órfão ainda muito pequeno, passando a viver com os avós paternos. Sua avó, no entanto, faleceu quando o menino tinha apenas sete anos. Ao completar 14 anos, Yasunari Kawabata perdeu, também, o avô. Estes tristes acontecimentos fizeram com que ele se mudasse para a casa dos avós maternos, que o matricularam em um internato. Foi nesta época em que Kawabata passou a escrever contos.

Em 1921, Yasunari Kawabata fundou uma revista específica para literatura, a qual deveria abrir espaço para novos autores, que estivessem dispostos a romper com a forma tradicional. Foi nesta revista que Kawabata teve sua primeira publicação, A Dançarina de Izu.

O primeiro romance do autor, O País das Neves, foi publicado em partes, entre 1935 e 1937, sendo foi rapidamente considerado um clássico, além de dar reconhecimento ao autor.

Em 1968, o autor ganhou o prêmio Nobel de literatura. Na ocasião, Kawabata disse em seu discurso que não sentia simpatia alguma pelo suicídio, mas em 1972, veio a se matar.

Ainda nesta edição, falarei sobre o estilo do autor, junto à resenha. Você já leu algum livro do Kawabata?


Um comentário:

  1. Li recentemente O País das Neves, também recomendadíssimo, um dos mais prestigiados do escritor. Excelente livro.

    ResponderExcluir